Tags

, , ,

Desde que o mundo é mundo, na natureza o macho se prepara para seduzir a fêmea na hora do acasalamento. Com o bicho “homem” não é muito diferente: musculação, roupas estilosas, perfumes, depilação  cortes de cabelo seguindo tendências,  dentre outros. Tudo isso para a exibição de sua figura quando saem para a caça. Todavia, atualmente o movimento feminino está tomando conta do mercado e a mulherada de hoje está na frente da conquista. Fazendo uso do jargão do rei Julian do filme Madagascar, podemos dizer que a mulherada está na área, tá bombando e tá com tudo em cima! E como se já não bastasse a iniciativa do flerte, a mulher agora exibe uma classificação para o sexo oposto. 

Vamos lá para o primeiro da lista: o olhável. É aquele tipo de homem perfeitamente lindo, desses que todo mundo para e olha. Resultado? Pro-ble-ma. Isso mesmo, problema. Homem bonito demais dá muita dor de cabeça  Sabe, muita areia para o seu caminhãozinho. Daí, você decide que vai amar somente olhar para ele. Pronto, já ganhou seu dia! Segundo: o pegável. É aquele bonito mais nem tanto, inteligente, descontraído e que serve de ótima companhia nos dias ou noites os quais as amigas não podem suprir as suas necessidades (se é que me entendem). Contudo, você percebe que vai amar somente esses momentos; quem sabe se daí poderá surgir um algo mais? Terceiro: o comível. É aquele tipo “bonitinho, mas ordinário” e que você quando olha simplesmente surge a seguinte frase: “Ele é muito gostoso!”. Coloca bastante ênfase no muito, hein?! Impossível não querer tirar uma lasquinha. E se o gato estiver dando bola? Ahhhhh, você decide que uma lasquinha é pouco. Você vai amar tirar uma, duas, três ou quantas lasquinhas você desejar até enjoar. Mas, atenção mulherada: se de repente o cara não se encaixa em nenhum dos itens acima ainda existem mais duas opções  ou ele é o seu príncipe encantado ou ele não serve para nada. Aí, você decide que vai cair fora!

Entretanto mulheres, desde que o mundo é mundo o que mais desejamos é sermos cortejadas, respeitadas e amadas. Então, por que fazer diferente? Para quê ir contra a natureza se não existe outra forma de amar, de desejar, de saber qual é o seu tipo? Simplesmente um sentimento brota a partir de situações inesperadas, na surpresa de um gesto. Sendo assim, analise o que você quer para hoje e viva, apenas viva.

—–

Josana Bastos é publicitária. Cruzou o atlântico em busca de novas experiências. Hoje ela divide um pouco dos seus momentos aqui no Caras Legais Já Têm Namorada.

     

Anúncios