Tags

, , ,

Quem nunca teve um diário tempos atrás e hoje morre de vergonha das coisas que escreveu? A parte boa é que diários são secretos e aquelas abobrinhas ficam restritas a você.

Porém, no Facebook, sempre o Facebook, a ressaca moral parece não existir. Sou a favor da liberdade e da premissa de que cada um posta/vive o que quer, mas confesso que estou sempre disposta a cancelar a assinatura de quem me dá vergonha alheia!

car

Sou do tempo que as pessoas davam recados honestos e não com joguinhos e indiretas virtuais. Se você tem interesse em alguém, chegue junto! Até porque essa regra furada de que “curtiu a foto do perfil” é igual a “estou te querendo” é infantil e atrapalha a quem curte e admira sem nenhuma pretensão.

Quais são as reais chances dos registros sobre o que você comeu, como você dorme, as tatuagens e marcas íntimas chegarem na pessoa que lhe interessa? Você acha mesmo que ela está do outro lado esperando por cada nova atualização sua? Oh, come on, Alice!

Hoje o que existe é uma vida ao contrário. Muitos vivem para os outros, para exibir seus momentos. Ai, chega! Viva quem vive com espontaneidade, quem posta receita de bolo, um link útil, uma piada boba! 

E façamos um trato: eu não tô nem aí pra sua carência! Qualquer curtida, comentário ou “vamos nos ver qualquer dia” na sua linha tempo terão sido mera gentileza. E sobre sua vida íntima, fecha a porta, tranquilo?

video-isabella

Anúncios